Avaliação da CR7 sobre o camarim do Manchester City

AVALIAÇÃO DO CR7 SOBRE O CAMARIM MANCUNIANO

A avaliação da CR7 sobre o camarim do Manchester United causou um alvoroço no mundo do futebol. Na famosa entrevista com Piers Morgan na semana passada, Cristiano Ronaldo queixou-se de falta de rigor e profissionalismo.

UMA GERAÇÃO DIFERENTE…

Na sua entrevista, disse Ronaldo: “Não creio que desrespeitem os jogadores experientes, mas trata-se de uma geração diferente. A mentalidade não é a mesma. Eles não têm fome. Tudo é mais fácil, eles não sofrem. E não é apenas o Manchester United, é o mesmo em todas as equipas e em todas as ligas. Mas não podemos censurá-los porque isso faz parte da vida. É uma nova geração, com nova tecnologia para os distrair. Eles ouvem, mas entra por um ouvido e sai pelo outro.diz o cinco vezes vencedor do Ballon d’Or.

Para “CR7”, no entanto, os seus jovens companheiros de equipa têm muitos exemplos a seguir: “É uma pena porque eles têm os melhores exemplos à sua frente. Lembro-me quando tinha 18, 19, 20 anos, estava sempre a observar os melhores jogadores como Van Nistelrooy, Ferdinand, Roy Keane e Giggs. É por isso que tenho tido este sucesso e longevidade. Porque eu cuido do meu corpo, da minha mentalidade, da minha cabeça, porque vejo estes tipos e aprendo com eles”.O internacional português, que se considera ser um verdadeiro “exemplo” a seguir, disse.

PARA O CR7, A NOVA GERAÇÃO NÃO TERÁ UMA “LONGA CARREIRA

Mais tarde, na sua entrevista, Ronaldo afirma: “Não sou o tipo de pessoa que gosta de dar conselhos, porque prefiro ser um exemplo. Porque eu sou um exemplo. Estou lá todas as manhãs e faço as mesmas coisas. Sou provavelmente o primeiro a chegar e o último a partir. É por isso que eu digo que gosto de dar o exemplo. Algumas pessoas seguem-me, muito poucas, outras nem por isso. Alguns não se importam. castigado, antes de emitir um aviso.

“Na minha opinião, eles não terão longas carreiras. É impossível. Muitos jogadores da minha geração jogam até aos 36, 37, 38, mas esta nova geração não o fará”. No entanto, Ronaldo aponta algumas excepções: “No Manchester United posso nomear Diogo Dalot, ele é jovem mas muito profissional. Não tenho dúvidas de que terá uma longa carreira no futebol, porque é jovem, inteligente e muito profissional. Há também Lisandro Martinez ou Casemiro, que está na casa dos 30”. Apesar dos poucos exemplos citados pela CR7, ainda é um pequeno número, dados os muitos jogadores no camarim do Manchester United…